Acreditamos que casas são a extensão das pessoas. O abrigo de ideias, de crenças, de formas distintas de ver, pensar e sentir.

couple.jpg

sobre a doob arquitetura

Para a doob arquitetura, construir uma casa é uma forma de construir a nós mesmos. É dar vida a um universo particular recheado de memórias e vontades. Onde lembranças do passado se fundem com histórias que ali irão se criar.  

A casa, na nossa visão, é sinônimo da vida que pulsa, que corre pelos corredores e adentra os espaços cheia de vontade de existir. Também, a casa que reconhece o valor do ócio e da preguiça. Aquela que não julga nem tenta ser, apenas é.

É por isso que acreditamos na arquitetura como ponte. Ponte para conexões humanas, para o desenrolar de histórias e, porque não, para a celebração da vida. 

IMG_2474b.jpg

Daniele Okuhara, graduada em Arquitetura na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Ao longo da sua trajetória profissional acumulou experiências em escritórios de Arquitetura e Design de Interiores voltados paras as áreas de arquitetura residencial e comercial, onde adquiriu vasta experiência em gestão de projetos e obras. 


Beatriz Ottaiano, também graduada em Arquitetura na Universidade Mackenzie, focou sua carreira em Projetos e Gestão de obra na área de arquitetura residencial, trabalhando em renomados escritórios, onde adquiriu experiência na área de incorporação, desenvolvendo projetos de apartamentos decorados e áreas comuns.

 

A palavra doob representa não só as iniciais das arquitetas Daniele Okuhara e Beatriz Ottaiano espelhadas. Os dois “O”s juntos remetem ao contínuo, à fluidez e à conexão dos dois nomes. A sua simetria e simplicidade remetem à influência oriental, que é bastante presente nos traços dos projetos desenvolvidos. Além disso, o espelhamento das iniciais dos nomes das arquitetas representam o respeito mútuo e o equilíbrio que existe entre as sócias, que é a filosofia dentro e fora da doob arquitetura.